2 de março de 2014

12

"O fim"

Eu poderia ser sincera. Jogaria uma moeda pro alto e veria o lado certo. Poderia tentar afastar as maiores montanhas para longe de nós dois. Tudo soa como um grande abismo. As coisas que eu descobri, vou jogar em um caminhão, e depois derrubá-lo de uma montanha. Elas morreram. Não garanto que eu vá te esquecer. Não é fácil. O sentimento apenas se transformou. Não consigo ver mais a parte triste. Se tudo continuar assim garanto que o final será feliz, mas eu desisti de querer viver em um conto de fadas. Agora as coisas são mais reais, deixaram de ser distantes. Meus pés estão firmes no chão. Então obrigada por levar minhas asas. E se a lua estiver bonita, saiba que eu também estou olhando para ela. Quando o mar estiver calmo, vou saber que ele já tocou seu corpo. E através do seu olhar, ainda vou conseguir ver o mundo. Então, obrigada por ter entrado na minha vida.